segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sou o que você vê...


Ou não...

As vezes sinto que sou um bicho podre e asqueroso...
Um grande monte de coisa suja, inóspita, fedida...
Uma qualquer coisa jogada no canto da sala...

Outras vezes sinto que sou luz que irradia energia onde passo...
Sinto que sou força onde só existe fraqueza...
Sinto que sou o sorriso que falta na vida de quem me cerca...

Busco me conhecer...
Tento conseguir me descrever...
Mas o que vêm, e sempre vêm...
São reticências...
Essas que sempre deixam alguma coisa pra trás...
Sempre esquecendo um pedaço importante de mim...

Penso, as vezes, que sou isso que digo, isso que olho

Penso que sou poesia em construção...

(Ana Carolina Miskalo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário